top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlexandre Barbosa

Nunca?


Ainda não comecei a ler o novo livro do Morgan Housel - O mesmo de sempre: um guia para o que não muda nunca - e já me chamou atenção a abordagem que o invés de tentar prever o que virá, é mais eficaz olhar para o "que não muda nunca". Para o autor, os comportamentos que nunca mudam são a lição mais poderosa da história.

De acordo com Housel, todo plano é, na melhor das hipóteses, uma especulação informada do que pode acontecer no futuro, com base em uma extrapolação sistemática do passado conhecido. No seu livro, ele inverte o processo, convidando-nos a identificar as muitas coisas que nunca mudam.

Tenho visto alguns exemplos dessas coisas imutáveis que, sob a ótica da minha experiência, estão quase sempre associadas aos roteiros, enredos, paradigmas que possuímos.

Ceder à urgência ao invés de ponderar sobre a importância de algo, não direcionar foco e energia a uma estratégia definida, ceder aos impulsos do cérebro reptiliano, reagindo ao invés de ser proativo, e tantos outros comportamentos, são exemplos da imutabilidade do ser humano.

 

“Nossa imaginação é o único limite para o que podemos esperar ter no futuro.”

Charles Kettering

 

Felizmente, temos a capacidade, o poder de romper essa rotina e navegar seguindo rumos inexplorados, desprendendo-nos das amarras dos nossos preconceitos, dos nossos paradigmas. Afinal, nunca é muito tempo!

Você pode, usando quatro características essencialmente humanas, desenhar seu futuro muito mais baseado em um modelo preditivo do que na extrapolação de um modelo passado. Veja como:


1 - Desenvolva o auto conhecimento, a auto consciência de quem você realmente é. Seus pontos fortes, seus pontos fracos. Fortaleça ainda mais os primeiros e não tenha medo de declarar sua vulnerabilidade quanto aos seus pontos fracos.

2 - Tenha consciência do que está em torno de você. Sem submeter-se à qualquer situação limitante. Algumas pessoas adoram criar uma falsa realidade de que determinada situação - sua origem, sua situação econômica,… - podem limitar você a concretizar seus sonhos, sua metas.

3 - Imagine! Temos um poder incrível de imaginar, extrapolar os vários resultados advindos dos diversos caminhos que podemos tomar, das diversas possibilidades que podemos explorar. Nossa única limitação é a nossa imaginação.

4 - DECIDA! Você tem o poder de tomar decisões! Você tem o comando da sua própria vida! Ainda que algum infortúnio atinja você, como reagir a isso depende única e exclusivamente de você, de mais ninguém.


Talvez eu devesse terminar esse artigo dizendo que é muito difícil seguir esses quatro passos - para mim é difícil mesmo - mas daí estaria limitando, por conta das minhas próprias limitações, a sua capacidade de romper com esse ciclo do nunca!


Tenho certeza que você consegue!


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page