top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlexandre Barbosa

Empoderar? Fala Sério!


Eu confesso! Empoderar, "empower", "autonomiser", seja lá qual for o idioma, esse termo me incomoda muito!

  • Precisamos empoderar nossas equipes!

  • A minha organização quer empoderar sua liderança média!

Frases que ouço com frequência e que realmente me irritam. Explico:

O que me incomoda, e já falei isso para vários clientes, é a organização achar que basta aspergir o pó mágico do empoderamento e, pronto! Temos um colaborador, uma equipe, uma organização empoderada.

Se formos ao dicionário, fica mais fácil explicar:

Significado de Empoderamento - substantivo masculino - Ação de se tornar poderoso, de passar a possuir poder, autoridade…Ação ou efeito de empoderar, de obter poder. - https://www.dicio.com.br/empoderamento/

Ou seja, ninguém empodera ninguém! A própria pessoa se empoderada!

Ops! E agora? O que faço como líder para as pessoas se sentirem "EMPODERADAS"?

Em uma frase: Crie as condições para que a pessoa desenvolva o senso de empoderamento.

Há muitos anos atrás, precisamente, em 2005, a IBM publicou o LEADing@IBM. Um livreto com vários tópicos extremamente úteis aos líderes.

Veja o modelo de empoderamento do LEADing@IBM:


A partir dessas ações, o líder ciar as condições necessárias para que o membro da sua equipe desenvolva o senso de empoderamento, pois vai entender, vai experimentar, vai perceber, claramente que:

  1. Seu trabalho tem o valor. Seu trabalho tem significado

  2. Possui a habilidade de agir. Tem a capacidade necessária.

  3. Possui liberdade de escolher. Tem autonomia de decidir

  4. Pode influenciar, contribuir com o resultado. Gera impacto.

Essas percepções, levam à consciência do empoderamento porque estão associadas ao, que no meu ponto de vista e experiência, são os maiores e mais poderosos direcionados de engajamento: Sentir-se inserido em um ambiente de alta confiança, realizar um trabalho significativo, sentir-me valorizado e pertencer a uma equipe vencedora.

Olhando o Modelo de Empoderamento de outra forma, podemos entender que essa associação entre o senso de empoderamento e os direcionados de engajamento:


"Sou um indivíduo que contribui de forma valiosa, para uma equipe vencedora, com um trabalho significativo, em um ambiente de confiança.” - Os 4 Papéis Essenciais do Líder - FranklinCovey Todos os direitos reservados.


Esses direcionados de engajamento são tão poderosos porque estão intrinsecamente conectados à quatro naturezas, à quatro inteligências e dimensões que nós, seres humanos possuímos: CORAÇÃO, MENTE, ESPÍRITO e CORPO.

Ou, se preferir: TRABALHO SIGNIFICATIVO, INDIVÍDUO VALORIZADO, AMBIENTE DE CONFIANÇA e EQUIPE VENCEDORA.

Ou ainda: SIGNIFICADO, CAPACIDADE, AUTONOMIA DE DECISÃO e IMPACTO.

Está tudo, completamente, interligado! A chave é como o líder enxerga, percebe, seus liderados, pois, a partir daí, esses liderados vão perceber a si mesmos e enxergarão o potencial ilimitado e a capacidade extraordinária que cada um de nós possui.

Não tenho dúvida que os líderes exercem vários papéis essenciais para o bom desempenho das suas organizações e também não tenho dúvida que o papel que diferencia os grandes líderes dos que “apenas” entregam resultado são os que criam uma cultura onde os colaboradores possam dizer: “Sou um indivíduo que contribui de forma valiosa, para uma equipe vencedora, com um trabalho significativo, em um ambiente de confiança.”

Escolher se sentir empoderado, é claro, é uma decisão pessoal e que nenhum líder pode determinar a alguém. Não funciona assim!

Seja nas equipes de operações especiais da Marinha que tive a honra de comandar ou nas várias equipes liderei nas empresas do mercado de tecnologia da informação, o que aprendi, no final das contas, é que a única forma de permitir a criação desse senso de empoderamento que o modelo mostra é o exercício do real propósito de um líder de criar as condições necessárias para que as pessoas possam escolher, decidir por elas mesmos, oferecer suas melhores contribuições e se sentirem EMPODERADAS!


“Tendemos a achar que as pessoas entregam resultados porque a gerência quer resultados. Mas, em uma organização de voluntários, as pessoas entregam resultados porque querem resultados... É intrigante nossa dificuldade em entender que se as pessoas realmente gostarem de seu trabalho, elas inovarão, assumirão riscos e confiarão umas nas outras, pois estarão realmente comprometidas com o que fazem.” - PETER SENGE

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page