top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlexandre Barbosa

A Arte de Liderança dos Comandos Anfíbios

Em breve, vou lançar o livro A Arte de Liderança dos Comandos Anfíbios - Os 7 Princípios da Tropa de Operações da Marinha para Equipes de Alta Performance.

Você quer ter uma equipe de alta performance?

Nesse livro você vai encontrar princípios que vivi e apliquei em mais de 35 anos de experiência, na Marinha e em empresas da iniciativa privada, nacionais e multinacionais.

Você também pode desenvolver uma equipe de alta performance, através da aplicação dos princípios de Liderança dos Comandos Anfíbios, a Tropa de Elite da Marinha do Brasil, que entre outras missões, ajudou a formar o Batalhão de Operações Especiais - BOPE, da Polícia Militar do Rio de Janeiro e a Coordenadoria de Recursos Especiais - CORE, da Polícia Civil do Rio de Janeiro.


Se você tem interesse em alta performance, registre-se e seja o primeiro a saber quando o livro for lançado.


Segue um pequeno trecho:

Segundo Princípio: Quando a Cabeça não Pensa, o Corpo Padece O líder precisa entender perfeitamente o propósito da sua equipe para que ele possa conduzi-la à consecução dos seus objetivos.

Quais as consequências para a equipe quando o líder não compreende claramente o propósito e o trabalho a ser realizado pela equipe?

Mortes na Praia Rasa O exercício de infiltração por helicóptero consistia-se em lançar o Grupo de Comandos Anfíbios, GruCAnf, armado e equipado para uma missão de 2 a 5 dias. O helicóptero aproxima-se da costa, voando baixado para escapar dos radares e, no ponto determinado pelo planejamento e ao sinal do piloto, lançava-se uma embarcação pneumática (EDPn) e, em seguida, a equipe.

A direção do vento é um cuidado fundamental que o líder de lançamento precisa ter, pois, se a EDPn for lançada a sota-vento, ela será afastada, dificultando muito o embarque do GruCAnf.

A missão era destruir a Estação Rádio que ficava perto da Praia Rasa, no caminho para Búzios e, claro, deveria ser cumprida durante a noite.

À época eu era o instrutor e um outro oficial, mais antigo, era o encarregado da missão.

O dia amanheceu com mar calmo e céu azul. Era véspera da missão e fomos realizar o ensaio, durante o dia, na lagoa, em frente a Base Aérea Naval de São Pedro D’Aldeia, no Rio de Janeiro.

O helicóptero diminuiu a velocidade, fez "hoover" mais ou menos aos 10 metros, o piloto deu luz verde, lançamos os alunos e, no final, a nós mesmos. Tudo tranquilo e normal (inclusive as caras de apreensão dos alunos).

Durante o briefing para a missão, ao final do dia, e recebemos a informação de que o tempo estava virando, com previsão de mar agitado e ventos fortes.

Fizemos uma rápida reunião e decidimos não realizar o lançamento por helicóptero. Risco desnecessário, eles já tinham tido o treinamento de salto de aeronave e o principal objetivo era avaliar as ações de destruição da Estacão Rádio.

Desembarcamos, por caminhão, os alunos na praia e eles seguiram para a missão.

Infelizmente, no ano seguinte, o desfecho foi outro.

Eu estava destacado para um curso e outro oficial foi designado para conduzir a instrução.

Ele seguiu as instruções contidas na pasta da missão e tudo seguia como previsto, mas, coincidentemente, as condições meteorológicas se repetiram com mar agitado e vento forte.

Os alunos foram lançados, bem como a EDPn e aí começaram os problemas.

Na manhã do dia seguinte, quando estava para sair de casa, recebi a ligação do Comandante do Batalhão:

-Barbosa, você está familiarizado com a operação da Praia Rasa?

-Sim senhor. - respondi, já preocupado.

-Temos três alunos desaparecidos!

Dois desses três alunos morreram nas águas da Praia Rasa e o terceiro foi encontrado quase sem vida, dois dias depois. Felizmente, sobreviveu!


Qual foram os mecanismos causais dessas duas mortes trágicas? O que você pode aprender com isso para evitar erros semelhantes?


Entenda o Propósito e Contribuição de sua Equipe

Na sua equipe, você provavelmente não precisa tomar decisões de vida ou morte. Mas a sobrevivência da sua equipe depende da sua capacidade de entender o seu propósito e qual a contribuição que ela precisa dar para a organização, para o mercado e para a sociedade.


291 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


Jose Nicanor Mello da Silva
Jose Nicanor Mello da Silva
Apr 08, 2023

Excelentes ensinamentos que devemos utilizar tanto na vida profissional como na vida pessoal.

Parabéns

Like
Alexandre Barbosa
Alexandre Barbosa
Apr 09, 2023
Replying to

Obrigado, meu amigo! Forte abraço

Like
bottom of page